sábado, outubro 03, 2009

Nada

nada que eu diga
nada que eu pense
nada que eu sinta
faria alguma diferença

a não ser em mim
que sou a própria diferença
nada que eu faça
fará o mundo girar

quando gira
o mundo não pensa
não diz, nem sente
o que sou

ele simplesmente vai
como uma sentença
como uma verdade
como um amor

4 comentários:

feя disse...

Sobre o amor, às vezes sinto como se ele fizesse tal qual o mundo: fosse... sem interromper sua lógica lembrando-se de mim.
E isso às vezes é bom; mas, na maior parte delas, não.

Gostei do poema!

até...^^

Poetíssima disse...

Passei por aqui...
gostei!

Abraços, meus.

Se quiser visitar, as portas estão abertas..!

Eric R. disse...

Ola meu caro!

Muito bom poema.
Vejo como você disse no seguinte verso :" que SOU A PROPRIA DIFERENÇA"
Realmente somos a própria diferença.
Muito bom mesmo.

Abraço.

Isabela Bimbatto disse...

Mesmo não mudando nada, não podemos perder a esperança, por que vai chegar o dia em que seremos ouvidos, e pra que isso aconteça, só nos resta continuar dizendo, pensando e sentindo.

Gosto muito do seu blog, parabéns!
:)