terça-feira, agosto 17, 2010

Mas inadimitidamente
aquele devaneio ainda sinto
pois só não o digo... vivo!

Um comentário:

Caio Fabricius disse...

Mas intimidadamente
Naquele veraneio ainda me meto
Não só ligo como ainda o vivo